JESUS É BOM!!!

JESUS É BOM!!!
Família - Milagre de Deus

NA LUTA CONTRA O PECADO

NA LUTA CONTRA O PECADO
Por AMOR ao PECADOR ARREPENDIDO...

IBNV SOBRADINHO

IBNV SOBRADINHO
Nossa IGREJA...

NÃO SE ACANHE, COMENTE!!!

NÃO SE ACANHE, COMENTE!!!
Respondo em BREVE...

A Verdadeira Paz



“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” João 14:27

No culto de hoje à noite, Deus falou através da nossa amada Irmã Leonilda Y Castro, e o texto base de sua preleção foi este, João 14:27. Verso que nos fala de Paz. Vou tentar passar aqui um pouco da bênção da Palavra que recebemos.

Não é fácil falar de paz nos dias de hoje, porque é difícil definir o que é paz. Se eu perguntasse “O que é paz?” tenho certeza que ouviria respostas como: “paz é não estar em guerra”; “paz é viver sem conflitos”; “paz é não brigar com ninguém”; “paz é não ter preocupações”.

Realmente, uma das definições mais conhecidas de “paz” é a “ausência de guerras”, ou seja, paz é a ausência de conflitos. Vem então a minha mente a imagem de um homem sentado num pequeno barco em um lago, tranquilamente manejando sua vara de pescar e fisgando alguns peixes para o jantar, enquanto sua esposa o observa serenamente da varanda de casa, onde ela calmamente serve alguns copos de limonada para seus filhos que brincam no verde gramado à beira do lago, tudo debaixo de um céu imensamente azul...

Esta cena bucólica parece definir o que é viver em “paz” para você? Sem preocupações, sem problemas, sem dívidas, sem doenças, sem brigas, sem conflitos, sem guerras, sem contradições...

Sinto muito, mas esta cena não define o que é “paz”. E nem de perto mostra o que é a “paz” que Jesus Cristo nos deixou.

Jesus disse: “não vo-la dou como o mundo a dá...” e é exatamente isto que Ele quis dizer, que a paz que o mundo ensina não é a verdadeira paz, mas sim uma paz que aparece travestida de “mundo perfeito”, fútil, fugaz e vazia. A paz que o mundo oferece é aquela falsa sensação de segurança e bem estar trazido por uma situação financeira favorável, um bom emprego, uma casa confortável, um bom carro, uma situação familiar estável, vivendo em um país que não esteja em guerra, enfim...

Isto não é “paz”.

Para desvendarmos o que é a verdadeira paz vamos olhar o contexto do capítulo 14 de João. Em praticamente todo o capítulo, Jesus Cristo nos  fala de um relacionamento com Deus, observe:

“não se turbe vosso coração, crede em Deus, crede também em mim”. Vs 1
“eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim”. Vs 6
“Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço”. Vs 12
“Se me amardes, guardareis os meus mandamentos”. Vs 15
“ele vos dará outro Ajudador, para que fique convosco para sempre”. Vs 16
“Não vos deixarei órfãos; voltarei a vós”. Vs 18
“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama”. Vs 21
“Quem não me ama, não guarda as minhas palavras”. Vs 24
“o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito”. Vs 26
“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração...”. Vs 27

Portanto, quando entendemos o contexto  em que o verso 27 está incluído, notamos que Jesus Cristo está falando do relacionamento entre o homem e Deus. “Creiam”, “amem”, “guardem”, “peçam”, “permaneçam” são palavras usadas por Jesus antes de anunciar “deixo-vos a minha paz”.

Parafraseando Jesus Cristo: “Creiam em Deus, creiam em mim, porque eu estou no Pai, e o Pai está em mim. Não tenham medo porque na casa de meu Pai há muitas moradas preparadas para aqueles que me amam e Eu sou o caminho, a verdade e a vida e de nenhuma outra forma verão a Deus, senão por mim, seu filho. Creiam em mim e creiam naquele que me enviou e vocês farão ainda grandes obras. Peçam, em meu nome e lhes será concedido para que o Pai seja glorificado no filho. Guardem meus mandamentos, pois aquele que os guarda mostra seu amor por mim. Vivam com confiança e Eu rogarei ao Pai e Ele lhes enviará o Espírito Santo, que estará permanentemente com vocês para vos lembrar de tudo o que lhes falei. Esta é a paz que vos deixo,a minha paz, não a paz que está no mundo. Não tenham medo e nem se angustiem, porque eu vou, mas voltarei para vocês...”

Concluímos que a verdadeira paz está em vivermos um correto relacionamento com Deus, confiando, guardando seus mandamentos, amando, esperando e crendo nas palavras do SENHOR.

Não significa, portanto, que não teremos lutas ou dificuldades. Significa sim que, mesmo em meio à maior tempestade, descansamos nos braços do SENHOR porque vivemos na paz que Ele nos deixou. A mesma paz que foi anunciada aos pastores quando Jesus Cristo nasceu (Lucas 2:14) e a paz que Jesus declarou aos discípulos após sua ressurreição (Lucas 24:36).

Vivamos em paz, na verdadeira paz. Um relacionamento fiel com Deus através de Seu filho Jesus Cristo.

Receba a Jesus como seu SENHOR e SALVADOR.



Em Cristo, SEMPRE...
Pb. Matheus Souza

1 comentários: